Para aumentar a imunidade do bebê, é importante deixá-lo brincar ao ar livre para que esse tipo de experiência o ajude a melhorar suas defesas, evitando o surgimento de grande parte das alergias a poeira ou ácaros. Além disso, uma alimentação saudável também ajuda na produção de células de defesa melhorando a imunidade da criança.


1. Amamentação

AMAMENTAÇÃO

Todo mundo sabe que o aleitamento é muito importante e que os benefícios se estendem para a vida adulta. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que os bebês amamentem exclusivamente até os seis meses e, depois desse período, que a prática seja complementada por comidinhas até os dois anos de vida ou mais.

“O leite materno possuí a quantidade correta de calorias, proteínas e nutrientes que são matéria-prima para a construção de um bom sistema imune. Além disso, é por meio dele que a mãe passa para o filho os anticorpos que ela já produziu, protegendo-o de uma série de doenças”, informa Natalia Cemin.


2. Dormir bem

BEB DORMINDO

Alguns pais acham que essa é uma das tarefas mais difíceis de colocar em prática com os filhotes. Mas não adianta: uma boa noite de sono é fundamental para o fortalecimento da saúde dos adultos e do pequenos.

“A criança que dorme pouco não dá tempo para o seu corpo se recuperar do desgaste do dia a dia. A falta de sono causa um aumento do cortisol – hormônio do estresse que causa uma importante diminuição na imunidade”.


3. ALIMENTOS

ALIMENTOS

Os alimentos para aumentar a imunidade do bebê são principalmente o leite materno, frutas, legumes e iogurte.

As frutas e os legumes podem ser oferecidos em forma de purê, sucos ou cortadas em pequenos pedaços, de acordo com a idade da criança, como por exemplo a maçã, pera, banana, abóbora, batata, cenoura, couve-flor, batata doce, cebola, alho poró, pepino e chuchu.

É frequente haver alguma resistência do bebê em comer, principalmente, legumes, mas ao insistir no consumo de sopa diariamente após 15 dias ou 1 mês, o bebê começa a aceitar melhor a refeição. Saiba mais sobre a alimentação do bebê no primeiro ano de idade.